Brasília, 27 de Julho de 2017
Página inicial
Quem somos
Contato
Cadastre-se
Anuncie aqui
Notíias | Entrevistas | Notas | Artigos | Enquete | TV CâĘmara | TV Senado | Agendas
1

Anuncie Aqui

Juiz nega nova pris√£o preventiva de Geddel 14.07.2017
Brasília - O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça do Distrito Federal, rejeitou nesta quinta-feira (13) o novo pedido de prisão feito pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB). O magistrado declarou que decretar uma nova prisão preventiva desrespeitaria a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região de colocar o peemedebista em prisão domiciliar.

O desembargador federal Ney Bello emitiu na quarta-feira a autorização para Geddel deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Nesta quinta, Bello determinou que o ex-ministro do governo Michel Temer (PMDB) fosse para casa sem usar tornozeleira eletrônica. Como não há equipamentos de rastreamento disponíveis em Brasília, o desembargador determinou que a tornozeleira seja instalada assim que Geddel chegar à casa em que cumprirá prisão domiciliar em Salvador.

Vallisney determinou, no entanto, que sejam feitas novas diligências para apurar a procedência das novas provas colhidas pelo MPF. Segundo os investigadores, há evidências de que Geddel, ao demonstrar influência perante o Judiciário, também teria praticado o crime de exploração de prestígio — que prevê pena de um a cinco anos de prisão.

O juiz autorizou que Geddel e o doleiro Lúcio Bolonha Funaro sejam ouvidos novamente para tratar das provas levantadas pelo MPF a partir do depoimento de Raquel Pitta, mulher de Funaro. O ex-ministro foi preso no último dia 3, sob as acusações de pressionar Raquel para tentar impedir a delação de Funaro.

 

O Ministério Público Federal (MPF) pediu novamente à Justiça a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que se preparava para deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para cumprir prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica. Investigadores encontraram novas provas que justificariam manter o ex-ministro do governo de Michel Temer atrás das grades.

Com agências

 


ABC POLITIKO - LINHA DIRETA COM O PODER

Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal Voltar a P√°gina Principal
VEJA MAIS

26.07.2017 Governo registra pior d√©ficit fiscal dos √ļltimos 21 anos
25.07.2017 Justiça mantém o reajuste dos combustíveis
25.07.2017 Minist√©rio P√ļblico prorroga Lava Jato no Rio
25.07.2017 Tucanos preparam desembarque após votação
24.07.2017 Bancos transferem para Justiça R$ 419 mil das contas de Lula

VEJA TODOS

SRTVN Quadra 701 Bloco B Sala 826 - Centro Empresarial Norte | Brasília - DF | CEP 70710-200 | Fone: (61) 3328-2991 | Fax: (61) 3328-2152